Ações do Grupo RBS, de Eduardo Sirotsky Melzer, marcam mobilização da empresa contra as fake news

Posts

Instituída em 1931, pela Associação Brasileira de Imprensa (ABI), para homenagear o médico e jornalista Giovanni Battista Líbero Badaró – morto por inimigos políticos no ano de 1830 – o dia 7 de abril celebra o Dia do Jornalista, e com ele vem junto o debate a respeito de diversos assuntos que norteiam a profissão.

Dentro do Grupo RBS – presidido por Eduardo Sirotsky Melzer – em meio ao atual fenômeno de disseminação de notícias falsas, as fake news, a ocasião foi aproveitada para materializar, através de uma série de ações, a sua defesa pelo jornalismo de qualidade e por todos os profissionais que trabalham para levar informação certificada e confiável à sociedade.

“A realidade é incrível demais para se ler notícias falsas”- foi o conceito utilizado pelo grupo de mídia de Eduardo Sirotsky Melzer, que lançou, no Dia do Jornalista, um vídeo-manifesto para o público interno e também nas redes sociais, para marcar a data. As marcas que integram a empresa de comunicação também se manifestaram a favor da luta contra as fake News.

“(…) A celebração de mais um Dia do Jornalista nesta sexta-feira é uma ótima oportunidade para a renovação do compromisso dos profissionais de imprensa e das empresas de comunicação com o direito dos cidadãos de receberem informações corretas, imparciais e verdadeiras (…)”, escreveu o editorial da Zero Hora (ZH) no dia 7 de abril.

Ao longo do mês de abril, foram lançados outros vídeos referentes ao conceito, confrontando o que é fake news e o que é notícia real. Ainda, dia 17 do mesmo mês, aconteceu o primeiro dos 11 encontros planejados para formar o “Diálogos Jornalismo” – projeto da RBS de Santa Catarina, que reúne, em universidades do estado, jornalistas e estudantes da área para debater sobre a profissão. No auditório da Faculdade Estácio de Florianópolis, o tema, mediado pelo apresentador do Bom dia SC, Raphael Faraco, e pelo professor da Estácio, Marcelo Barcelos, foi o “Jornalismo e Pós-Verdade: o valor da credibilidade em tempos de fake news”. O Projeto segue por todo mês de maio e junho.

A rede de comunicação de Eduardo Sirotsky Melzer também conta com o selo editorial “Notícia falsa na rede”. A ideia é identificar, nos veículos de comunicação como Zero Hora, Rádio Gaúcha e RBS TV, todo boato que é esclarecido pela reportagem, ajudando a impedir a propagação de informações incorretas. A iniciativa é liderada pelo produtor da Gaúcha Tiago Boff.

O vice-presidente Editorial do Grupo RBS, Marcelo Rech, em uma de suas declarações, falou sobre o esforço da empresa de mídia de Eduardo Sirotsky Melzer para passar a todo consumidor de informação, notícia certificada e verdadeira – “O antídoto contra a onda de desinformação é jornalismo profissional, com responsabilidade, técnica e pluralidade. Todos nós da RBS nos esmeramos em levar ao público um artigo cada vez mais escasso: confiança na informação, um bem essencial para a democracia e a vida em sociedade”, acentua Rech.

A mobilização contra fake news não é uma ação isolada no Brasil, menos ainda do Grupo RBS de Eduardo Sirotsky Melzer. O assunto tem sido levantado pelos veículos de mídia mais renomados do mundo, como os jornais americanos The New York Times e The Washington Post, por exemplo.