Amazon iniciou as vendas de produtos para casa e cozinha no sistema marketplace

Posts

A maior empresa varejista de comércio eletrônico do planeta, a Amazon, inaugurou no dia 17 de novembro um novo setor em seu site para a venda de produtos destinados a casa e cozinha. Essa expansão da vivida pela empresa no que diz respeito ao “marketplace” – comércio eletrônico onde são vendidos produtos e serviços de outras empresas em sua própria plataforma, aconteceu um mês depois de a empresa expandir suas vendas para o setor de eletrônicos, onde apostou em itens como: câmeras, aparelhos de TV, celulares, entre outros tipos de acessórios.

A Amazon informou que ao todo, o novo setor conta com mais de 90 mil produtos destinados a casa e cozinha, tema que compõe sua nova categoria. Dentre os itens, a empresa destaca que a categoria inclui marcas conhecidas como: Mondial, Walita, KitchenAid, Philco e iRobot. Já em relação aos itens que são vendidos, a Amazon revelou que a nova categoria tem itens como: aspiradores de pó, liquidificadores, talheres, cafeteiras, fritadeiras, entre outros. Para que isso seja possível, empresas como a Imaginarium e a Etna passaram a exibir seus catálogos diretamente no site da Amazon.

O atual presidente da gigante de vendas Amazon aqui no Brasil, Alex Szapira, disse sobre as novas vendas do site: “Realmente estamos surpresos com a introdução do formato marketplace da Amazon aplicado no Brasil: dentre as últimas semanas, observamos muitos vendedores que se registraram para a venda de produtos eletrônicos – desta forma os clientes estão conseguindo adquirir mais produtos e serviços através de nosso site”.

Antes dessa abertura ao marketplace que ocorreu em outubro deste ano, a Amazon vendia apenas livros desde o mês de agosto de 2014, data em que marca o início das vendas da empresa no Brasil. Seis meses antes da Amazon vir ao Brasil, a empresa iniciou as vendas do leitor eletrônico criado pela empresa, o Kindle.

Com a adesão ao marketplace, a empresa passou a aceitar que vendedores locais ofereçam seus produtos em determinadas categorias do site. O serviço de hospedagem de produto pode ser aderido por qualquer empresa, desde que ela pague 10% de comissão para a Amazon em cima de cada item vendido pelo site, e ainda mais R$ 2 a cada produto.

No caso das lojas maiores que desejam aderir ao mesmo sistema de vendas, as taxas passam a ser de 10% de comissão em cima de cada item vendido e uma taxa única no valor de R$ 19 por mês.