Associação Brasileira de Franchising aponta aumento no número de franqueados

Posts

Em junho de 2016 São Paulo sediou a 25ª ABF Franchising Expo. Foram aproximadamente 65 mil visitantes a participar da considerada maior feira do setor de franquias da América Latina. Dados comparativos mostraram relevante crescimento neste segmento do mercado empresarial brasileiro, onde no primeiro semestre do mesmo ano foi computado um aumento de aproximadamente 7,6% no investimento em franquias.

Ante ao atual contexto político em que o país se encontra para Cristina Franco, presidente da Associação Brasileira de Franchising – ABF, o setor de franquias revelou uma maturidade surpreendente. A serenidade e a estrutura com as quais os negócios vieram sendo desenvolvidos foram capazes de atrair vários empreendedores. “… com a experiência acumulada até aqui e as novas ideias estaremos mais preparados quando a economia começar a se recuperar”, opinou com otimismo sobre o futuro da economia brasileira.

Os segmentos encontrados entre os 400 expositores foram bem variados. Entre os estandes brasileiros e estrangeiros estavam os setores de beleza e saúde, pet e alimentação. Franquias em formatos alternativos, como os food trucks, e com baixos investimentos iniciais também marcaram presença na ABF Franchising Expo.

A edição de 2016 foi a primeira a compor a ABF Franchising Week. Esta novidade no evento proporcionou para cerca de 2 mil pessoas uma semana de simpósios e congressos que promoveram uma grande e valiosa imersão aos envolvidos e interessados no setor. Na ocasião, vários tipos de debates foram abordados, como a liderança da mulher no segmento de franquias, a presença feminina neste crescente mercado, atualização na esfera jurídica e tendências de moda.

Para o ano de 2017, a Associação Brasileira de Franchising prevê um crescimento no faturamento que varie entre 7% e 9%. Ainda segundo a Associação, a quantidade de franquias deve aumentar em 4% ou 5%. Com essa elevação nos números de franqueados, os novos empregos gerados através do setor podem crescer de 2% a 3%.