Crescimento explosivo de startups no Brasil, gera um grande número de jovens empresários

Posts

Image result for Start ups

Cresce o mercado de Startups no Brasil. As empresas são inovadoras com tecnologia avançada e de baixo custo. E as Startups chama a atenção do mercado, porque são comandadas quase sempre por jovens empreendedores.

Aos 25 anos de idade, o jovem empresário Diego de Oliveira, achou um negócio novo no agitado mercado da internet. Ele faz áudio descrição de vídeos para pessoas com deficiências visual. Funciona assim: Diego descreve tudo o que está acontecendo no vídeo, o cenário, os personagens e o que eles estão fazendo, e transforma as imagens em palavras

A áudio descrição já é feita há alguns anos em filmes no Brasil, o que o Diego fez de diferente, foi descrever vídeos da internet, um negócio que até então pouca gente tinha feito. Ou seja, por um serviço que já existia ele descobriu um mercado novo e promissor.

O Brasil tem 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual. Na internet são postadas 300 horas de vídeos/minuto, imagina só o tamanho desse mercado que ainda não foi explorado. “Todo esse conteúdo se você parar para pensar, ele não é adaptado, ele não é acessível para pessoas com deficiência visual”, explica Diego.

Diego montou o negócio com R$ 4 mil. Ele comprou notebook, microfone e trabalha em casa. Hoje ele faz a maioria das áudios descrições de graça. O objetivo é se tornar conhecido antes que outras pessoas ocupem o mercado. A estratégia deu certo, o empresário acaba de fechar o primeiro contrato ao preço de R$ 100,00 por minuto de vídeo.

“É um mercado que no Brasil começou a ser explorado lentamente na televisão, lentamente em alguns cinemas, em alguns espetáculos, mas ele precisa ser amplamente explorado e é isso que eu estou tentando trazer com a internet”, diz Diego.

O empresário Diego colhe os frutos da ideia. Ele foi um dos vencedores do evento “Conte sua História”, promovido pela revista Pequenas Empresas Grandes Negócios – PEGN, da editora Globo. Neste evento, um grupo de jornalistas especializados premiou duas Startups entre 14 participante de todo o país.

“São ideias criativas que tem um engajamento, que tem uma preocupação social, foi possível ver isso entre os candidatos. Não é só muita gente querendo ganhar dinheiro, claro que é legitimo, mas também querendo trazer soluções criativas para o mundo. Querendo fazer com que a sociedade seja melhor”, diz a diretora de redação da revista PEGN, Sandra Boccia.

Outro vencedor do premio foi o Jovem empreendedor Bruno Ramos. Ele montou um site de prestação de serviços de tecnologia. A empresa dele fica em Curitiba. O site tem 2 mil especialistas cadastrados, que eles chamam de nerds. Eles concertam todo o tipo de problemas em computadores e smartphones.

“Nós conseguimos ver no nosso dia a dia, em qualquer lugar, centenas de pessoas que não conseguem desgrudar de um telefone, de um computador e eles são potenciais clientes. São pessoas que quando surgem uma dificuldade, eles vão recorrer e nós estamos aqui para resolver esses problemas das pessoas”, diz Bruno.

Bruno largou o emprego e faculdade para montar o negócio em 2014. Ele chamou dois amigos como sócios e investiram R$ 15 mil para contratar a equipe e construir o site. Nesse site o cliente entra, se cadastra e chama um técnico. Em seguida, um técnico é acionado e vai atender o cliente. O serviço é pago com boleto ou cartão de crédito e a empresa fica com 30% do valor e dá a garantia do serviço. A seleção dos profissionais é rigorosa.

 

Veja também: Como começar no marketing digital.