Empresas de tecnologia investem bilhões para preparar futuros trabalhadores

Posts

A evolução da tecnologia potencializa diversas funções no mercado de trabalho, progressivamente as tarefas realizadas por humanos vão sendo substituídas por automatizações, pensando nisso, o Google investirá cerca de 1 bilhão em empresas sem fins lucrativos para treinar pessoas que desejam se inserir no novo contexto do mercado do trabalho.

A Grow é uma iniciativa realizada pelo Google de inserir profissionais no ramo tecnológico diante das inovações que avançam vertiginosamente. De acordo com o CEO do Google, Sundar Pichai, o objetivo é ajudar no treinamento de trabalhadores e auxiliar as novas empresas a terem um bom desempenho.

Aproximadamente US$ 10 milhões estão destinados à Goodwill. A empresa irá atuar com a especialização de trabalhadores dos Estados Unidos que precisarão de um know-how mais específico na área de tecnologia.

O próprio Google visitará diferentes cidades dos EUA, fará um trabalho de treinamento e aconselhamento de carreira em bibliotecas e organizações comunitárias. A meta é se comprometer a entregar um milhão de horas de voluntariado de funcionários na duração do projeto.

A tendência que o Google está criando se estenderá para os planos de outras companhias. O interesse de outras empresas do ramo de tecnologia de incentivar trabalhadores e comunidades é uma decisão presente. As quantias de valores significativos propiciarão um ótimo desenvolvimento de profissionais para que possam assumir os cargos que estarão disponíveis no futuro.

Para impulsionar a venda de papéis de fabricação nos Estados Unidos, a Apple divulgou o seu plano de criar um fundo de nada mais, nada menos de US$ 1 bilhão. O financiamento de projetos de codificação também é outro foco da empresa criadora dos iPhones.

A Microsoft não ficou de fora e também fez o anúncio do seu programa TechSpark, o objetivo é estimular os trabalhadores a se prepararem para as futuras mudanças econômicas, progredindo em suas aptidões no ramo tecnológico e a inicialização na informática.

Não existe uma certeza absoluta que confirme que o avanço tecnológico faça desaparecer a força de trabalho, mas é provável que alterações que não podem ser ignoradas sejam previstas para uma melhor preparação diante das novas exigências que surgirão no mercado de trabalho.