Euromonitor revelou que aversão masculina trava mercado de cosméticos no Brasil

Posts

Atualmente, o Brasil é responsável por metade de todas as vendas arrecadadas no setor de beleza e cuidado pessoal em toda a América Latina. Mas ainda perde quando a conta é em relação ao per capita, onde o gasto médio por pessoa é de US$ 140 por ano contra os US$ 150 por pessoa no Uruguai e ainda os US$ 160 no Chile.

Os dados do setor de beleza foram levantados pelo Euromonitor e divulgados em uma apresentação realizada no final de setembro pelo analista sênior da Euromonitor, Elton Morimitsu.

Contudo, os dados revelaram que o Brasil ainda enfrenta grandes obstáculos que bloqueiam as vendas do setor de beleza masculino. Os itens de beleza masculino que correspondem aos cuidados com o cabelo e com a pele e às fragrâncias e desodorantes, são muito conhecidos no país, mas ainda enfrentam o bloqueio machista na hora de sair das prateleiras.

Dentre as regiões do mundo, a América Latina foi a que mais se destacou em perspectivas de crescimento rápido para os próximos 5 anos. Mesmo com o registro de alta, com média de 12% alcançado no período de 2011 a 2016, o setor deverá crescer ainda mais na América Latina.

Em relação aos países que mais movimentam o mercado da América Latina, o México, a Argentina e o Brasil são destaques. Juntos, os três países são responsáveis por movimentar 76% das vendas em toda a América Latina. Contudo, os países apresentam diferenças peculiares entre si que são importantes.

No México, as vendas são deliberadas de acordo com a demanda. O país é o líder de vendas de perfumes masculinos dentro da região da América Latina, e ainda é o que mais visa crescer na região.

No caso da Argentina, as vendas de cosméticos masculinos tiveram um crescimento por duas questões: a vontade de manter uma boa aparência por parte dos homens e por causa de “uma demanda do mercado de trabalho por profissionais que aparentam maior juventude”, revelou Elton Morimitsu.

Já no Brasil, o produto que mais se destaca nas vendas de cosméticos masculinos é o perfume. Os perfumes masculinos somaram um total de 60% de todas as vendas do setor masculino no país. Esse alto número, segundo uma avaliação da Euromonitor, se deve ao fato de que o país possui a tradição de dar perfumes em datas comemorativas como o Natal e o Dia dos Pais.

Mas a empresa de consultoria avalia que “a forte cultura machista do país é um grande desafio para a venda de produtos de beleza masculina menos tradicionais, como aqueles voltados ao cuidado com a pele”, disse Elton.