Grupo CCR vence leilão das linhas 5 e 17 do Metrô de SP por R$ 553,8 milhões

Posts

Sob a liderança do Grupo CCR, o consórcio de sua responsabilidade foi o vencedor do leilão que dará a concessão das linhas 5-Lilás e 17-Ouro do Metrô de São Paulo. O consórcio ofereceu R$ 553,8 milhões e conseguiu o direito de licitação para gerenciar as duas linhas dentro dos próximos 20 anos. Sendo que o valor mínimo exigido pelo governo paulista era de R$ 189,6 milhões para a licitação.

O leilão aconteceu no dia 19 de janeiro de 2018, e teve as operação e lances realizados na Bolsa de Valores de SP, um dia depois de ter sido anulado pela Justiça. No dia 18 de janeiro deste ano, houve greve devido ao fato da privatização das linhas, realizadas por metroviários, e diante disso, o magistrado Adriano Marcos Laroca proibiu a realização dos leilões. Laroca também aponta para o grande déficit diante desta privatização, levando em conta que foram gastos mais de R$ 7 bilhões na construção destas linhas. Mas no mesmo dia, a medida foi quebrada pelo presidente e desembargador do TJ-SP Tribunal de Justiça de São Paulo, Manoel de Queiroz Pereira Calças.

Essa disputa judicial foi devido a uma suspeita de que a CCR teria o favorecimento devido as exigências feitas pelo governo do Estado de São Paulo, diante do edital de licitação, que foi publicado em março de 2017. O consórcio de responsabilidade da CCR, tem sociedade com a Gutierrez e a Camargo Corrêa, empresas envolvidas em escandalos políticos ao longo dos últimos anos.

O atual governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, criticou que essas acusações fossem verídicas e comemorou o valor alcançado pelo leilão. O governador relatou que o leilão ocorreu de uma maneira transparente e que a acusação foi irresponsável. Segundo o governador, o estado espera arrecadar mais eficiência e mais qualidade para o serviço que é ofertado para a população.

Além do consórcio que venceu o leilão, também concorreram à licitação das linhas os consórcios: Grupo JSL, CS Brasil e a sul-coreana Seul Metrô. A CCR já vem operando a linha 4-Amarela do Metrô, que tem a concessão desta linha junto ao governo do estado.