O desafio de empreender em um mercado onde há pouco espaço

Posts

O desafio de empreender e instalar um negócio em um mercado onde há pouco espaço e muita concorrência, à primeira vista, pode parecer loucura. Porém, mesmo nessas condições, existem mais possibilidades e vantagens do que se imagina depois da primeira análise do mercado que se tem em vista.

Ser sensato e planejar podem ser atitudes decisivas para o sucesso do seu investimento, seja qual for o cenário econômico e o ramo escolhido para se trabalhar. Com a análise correta e bom julgamento, é possível empreender sem medo, por mais que o começo possa parecer arriscado. Richard Agu, pesquisador norte-americano e autor de vários publicados na área, acredita existem alguns passos importantes para se conseguir um bom lugar no mercado competitivo.

A diferença entre nicho e indústria

Segundo ele, primeiro é preciso delimitar o seu próprio nicho. A ideia de competir com todos no mercado pode levar um negócio a falência em um curto espaço de tempo, e gerar uma grande dor de cabeça. Para Agu, indústria e nicho são coisas muito diferentes, e o empreendedor precisa entender que a competição está dentro do nicho, e não da indústria como um todo. Um nicho é uma porção específica de um mercado, no geral uma parte pequena, com hábitos e peculiaridades singulares, consumidores exigentes e normalmente decididos do que procuram. Por não distinguir isso muito bem, muitas vezes as necessidades e possibilidades de um nicho não são bem exploradas por parte de quem deseja empreender. Por ser um ambiente delimitado, o nicho permite que operações com menos concorrência e administração menos complicada sejam realizados.

Foco e Qualidade

Focar na qualidade oferecida também é uma postura condizente com o sucesso que se planeja obter. Oferecer serviços e produtos superiores aos do concorrente chama a atenção dos clientes, que se sentem satisfeitos ao notar que possuem várias opções no mercado. Isso faz com que os empreendedores de maneira geral instintivamente se esforcem para inovar e garantir a qualidade do que oferecem. É importante que se perceba que o diferencial não reside naquilo que está sendo feito, e sim na maneira como o empreendedor o realiza.

O começo e as Franquias

Começar como franquia é uma excelente sugestão de rota para quem não possui muitos recursos a fim de lançar uma marca em um mercado saturado. Além de permitir que o dono da empresa forme capital, aprimora e consolida a forma e gestão do negócio. Vale ressaltar que mesmo a curto ou longo prazo, possuir uma franquia pode lapidar a sua forma de administrar, além de construir uma base de cliente.

Tendências

Estar atendo às mudanças e a par das tendências é imprescindível para a sobrevivência de qualquer negócio. A indústria está em constante processo de metamorfose, e suas rápidas mudanças muitas vezes não são acompanhadas por empreendedores que não possuem um olhar apurado a esses movimentos. Ser capaz de distinguir essas ondulações torna o empreendedor apto a ter novas ideias que atenderão seus consumidores com a rapidez que se espera. Caso os clientes notem que a empresa está monótona, podem vir a procurar outras marcas, ou seja, outros concorrentes para atendê-los.

Procurar auxilio especializado

Não procurar auxilio especializado é o erro de muitas empresas quando o assunto é a interação com o público, ou mesmo a promoção de produtos e serviços. Para que haja harmonia em todos os processos na hora de empreender, em muitos casos é preciso buscar ajuda de especialistas, pois uma boa coordenação em todos os estágios da produção podem ser o diferencial na receita e/ou sucesso do negócio.