Os dois lados do investimento

Posts

Existe um tempo certo para todas as tomadas de decisões na vida, com relação a um negócio e o que se deve fazer em relação a investimento, essa metodologia também se aplica claramente. Para o futuro dos negócios e uma garantia de muito sucesso, devem existir parâmetros bem definidos, como por exemplo: quem investe e quem recebe o investimento.

A palavra investir vem do Latim investire e significa “cobrir, rodear, colocar roupa”. A palavra caiu no uso popular da forma ligada aos negócios como nós a conhecemos a partir do século XVII, e significa aplicar um capital com o fim de rendimentos e lucros. Sempre ao falarmos sobre investimento, existirão duas partes: aquele que investe e aquele que recebe o investimento.

A visão de um investidor

Ao investir o seu dinheiro, a decisão está sendo tomada com base em uma grande escolha: O investidor deixa de consumir e adquirir bens de consumo no presente passando a conseguir retorno daquele investimento no futuro podendo desfrutar de seus benefícios. Existe um percentual de risco em ter retorno do dinheiro investido e ainda perder o investimento realizado. Essas são condições que definem os rendimentos e benefícios que o investidor terá como retorno.

Tanto pessoa física quanto pessoa jurídica, precisão receber o retorno do dinheiro em um determinado momento. A orientação deste compromisso é com base em um pressuposto que diz: Aonde o dinheiro será investido gerará recursos suficientes para o investidor o recebê-lo como lucro.

Com o devido planejamento sobre a receita, customização e possíveis despesas do empreendimento, já é possível ter uma noção exata do quanto será investido neste negócio. A relação direta com o ritmo de crescimento deve também ser levado em conta já que pode variar o valor do investimento, principalmente com relação às necessidades de capitalização monetária.

Ao ter este planejamento em mãos, ocorreram alguns fatores que devem ser levados a risca ao ir buscar por uma fonte financiadora de seu projeto e as consequências diretas e indiretas com relação as duas partes em questão:

1 – Valor do financiamento

2 – A forma com que ele será utilizado

3 – O custo

4 – As decisões de quanto poderá ser perdido

5 – As consequências de tudo isso

6 – O tempo para devolver o valor financiado ao investidor.

O que se conclui com isso, é que certos investidores irão querer o retorno do investimento de forma integral e exigirão participação, caracterizando uma sociedade, sendo que a justificativa para esse tipo de comportamento é de que: A garantia para investir capital de giro no negócio e suprir os riscos, é poder participar das decisões e estratégias neste empreendimento, já que não existem garantias reais sobre o valor aplicado no negócio.

As decisões que são tomadas no mundo dos negócios não trazem garantias e sempre haverá riscos embutidos como via de regra. Todos deverão levar em conta as melhores decisões a se tomar, e a melhor hora de investir, pois não podem estar limitados somente a valores monetários.

Veja também, 7 fontes de dinheiro para começar seu próprio negócio.